ACESSE

Pulitzer não é argumento

Telegram

Defensores de Glenn Greenwald, o cúmplice de hackers, nas redes sociais tentam emprestar-lhe credibilidade alegando que ele “ganhou o prêmio Pulitzer” –em 2014, pela publicação dos documentos da NSA vazados por Edward Snowden.

Não custa lembrar que a lista de ganhadores do Pulitzer inclui Walter Duranty, o correspondente do New York Times em Moscou que ocultou deliberadamente os crimes do stalinismo, incluindo o Holodomor, o genocídio de ucranianos pela fome. Duranty foi o vencedor do prêmio em 1932.

E Janet Cooke, que levou o Pulitzer em 1981 por uma reportagem inventada sobre uma criança de oito anos viciada em heroína, publicada pelo Washington Post. Depois de a farsa ser descoberta, Cooke teve de devolver o prêmio.

MORO PUNIDO E LULA SOLTO. É ISSO MESMO? Leia aqui

Comentários

  • Carmen -

    É um cafajeste à serviço de um maluco trilhionario que quer acabar com governos. Ferrenho ativista do PT e de ditaduras. Um ser execrável.

  • Uirá -

    O que este evento demonstra é a ocupação e utilização da imprensa pela esquerda na propagação e difusão do marxismo. Todo o discurso xarope é só a senha para a doutrinação e lavagem cerebral.

  • Rosa -

    Essa turma precisa ser mais bem informada, ler o Antagonista inclusive.

Ler 118 comentários