QG do ‘garçom’ de Lula já foi motel

Essa é a sede da CRLS, a empresa de Carlos Cortegoso que, em 2010, adquiriu 11 terrenos de José Carlos Bumlai, em São Bernardo do Campo. Imóveis que eram da família Demarchi, que indicou Ricardo Lewandowski para o STF.

Como já publicamos aqui, a CRLS serviu para repasses de propina identificados pela Operação Pixuleco II. Cortegoso, que foi garçom no restaurante dos Demarchi frequentado por Lula, é também dono da Focal, a segunda maior fornecedora da campanha de Dilma.

A CRLS está instalada no número 1171 da estrada Martim Afonso de Souza, a chamada “rota dos motéis” de SBC.

O Brasil do PT é uma grande suruba

Faça o primeiro comentário