Quadro irreversível

O TCU deve reprovar as contas de Dilma Rousseff, segundo o Valor.

Um ministro disse ao jornal:

“Na minha avaliação, o quadro [de reprovação] é irreversível. Hoje em dia saio para jantar e as pessoas perguntam sobre as ‘pedaladas’ e cobram uma posição firme”.

Outro ministro disse que, apesar de avaliar “que o impeachment seria negativo para o país, também deve acompanhar o relator no voto pela rejeição das contas. Para ele, o maior problema da presidente não está nas pedaladas fiscais, e sim na edição de decretos que ampliaram ilegalmente os gastos públicos”.

O ministro acrescentou:

“Desse vai ser difícil ela se livrar, pois foi ela quem assinou”.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200