ACESSE

Qual a verdade da Vale?

Telegram

O Antagonista mostrou mais cedo que o deputado estadual Bartô, que integra a CPI de Brumadinho na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, quer investigar a compra da New Steel pela Vale.

O parlamentar suspeita de uma “operação casada”.

A Vale teria pressionado as autoridades para obter a licença de exploração dos rejeitos minerários de Brumadinho, ajudando assim a valorizar a New Steel, que é proprietária de patentes de um método que reaproveita os rejeitos sem uso de água.

Até hoje a Vale não explicou por que pagou quase R$ 2 bilhões por uma empresa não operacional e cuja sede foi transferida do Rio para a Holanda meses antes da conclusão do negócio.

“Eles pegaram uma empresa que não vale nada, a transferiram para fora do país, para que fosse mais difícil achar os sócios e saber para onde o dinheiro corre”, diz Bartô.

Ao rebater a acusação do deputado, a Vale soltou nota pública informando que a tecnologia da New Steel não seria usada na Barragem 1, do Córrego do Feijão.

“A tecnologia que seria usada é a que já vem sendo empregada pela empresa em outras unidades operacionais, como Itabira”, diz a nota.

Em dezembro, contudo, a versão da Vale foi outra. A mineradora informou ao mercado que a tecnologia da New Steel apoiaria as operações de descomissionamento do Sistema Sudeste, do qual faz parte a mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho.

Ao CADE, a Vale também alegou que a tecnologia da New Steel era “especialmente útil” à companhia, pois se “adapta bem ao minério explorado e beneficiado em seu Sistema Sudeste”.

 

EXCLUSIVO: O LÍDER DELATADO PELOS AGIOTAS. SAIBA TUDO

Comentários

  • Fabricio -

    Post escrito por quem não entende do assunto. Só insinuações e especulação.

  • VergonhaSTF -

    A Vale se transformou numa pedradora, se acostumou com o pessoal do PT e do PSDB, que era só dar propina. Já causou enormes prejuízos ao Brasil.

  • José -

    A Vale vai sair de Minas e todos vão ficar sem emprego e com saudades.

Ler 13 comentários