Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Qual foi o crime do STF? Discordar de Bolsonaro", ironiza deputado

Júnior Bozzella afirmou que "mais uma vez fica claro que os valores do presidente da República são totalmente invertidos"
“Qual foi o crime do STF? Discordar de Bolsonaro”, ironiza deputado
Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Como registramos mais cedoJair Bolsonaro acusou o STF de ter mentido em uma nota divulgada ontem a respeito de uma decisão, de abril do ano passado, sobre a imposição de medidas restritivas contra a Covid.

O presidente afirmou que “o Supremo, na verdade, cometeu crime”.

O deputado Júnior Bozzella, vice-presidente nacional do PSL, comentou com O Antagonista:

“Mais uma vez fica claro que os valores do presidente Bolsonaro são totalmente invertidos. O entendimento do que é crime é algo deturpado na cabeça dele. Para o Bolsonaro, toma lá, da cá, rachadinhas, superfaturamento na compra de vacinas, abuso de poder, ameaças às instituições democráticas e à Constituição não configuram crime.”

O parlamentar emendou:

“Na mente perturbada do Bolsonaro, inimigos e criminosos são todos aqueles que ‘ousam’ questioná-lo ou simplesmente discordar dele. Para o Bolsonaro, o STF é ‘criminoso’. Qual foi o crime? Discordar dele e trazer a verdade sobre as fake news que ele dissemina.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO