Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Qual é o recado de Arthur Lira a Jair Bolsonaro

Qual é o recado de Arthur Lira a Jair Bolsonaro
Foto: Reprodução/ redes sociais

O Antagonista ouviu dois líderes partidários, em reservado, sobre o pronunciamento de ontem de Arthur Lira.

Ambos disseram que “ainda não” é possível vislumbrar um pedido de impeachment de Jair Bolsonaro sobre a mesa — deixar essa dúvida é parte da estratégia política.

“O Lira quis deixar claro que defenderá o governo, mas, se o governo não se defender, não será ele que o fará”, disse um dos líderes.

Outro afirmou assim, resumindo o comportamento do Centrão em relação ao governo Bolsonaro:

“No Nordeste, a gente diz que vai com o amigo até a beira da cova, mas não entra nela.”

O deputado Fausto Pinato, do mesmo PP de Lira, por sua vez, afirmou que “a guerra contra a ala ideológica do governo está declarada”. Ele aproveitou para pedir a cabeça de Ernesto Araújo.

“Ele não tem espaço mais diante do fracasso interno e na diplomacia. Entendo que Lira, Rodrigo Pacheco e o STF estão corretíssimos: tolerância zero com essa gente que não pensa no interesse do país.”

No dia em que o Brasil ultrapassou o patamar de 300 mil mortes pela doençao presidente da Câmara ocupou a tribuna para dizer que “tudo tem limite” e que os remédios políticos no Parlamento são conhecidos e são todos amargos, alguns, fatais”.

Mais cedo, Lira e Bolsonaro se reuniram, fora da agenda, no Palácio do Planaltocomo registramos.

Leia mais: O impeachment de Bolsonaro entra na agenda.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO