"Qualquer atentado é repugnante", diz integralista assessor de Damares

Paulo Fernando Melo da Costa, assessor especial da ministra Damares Alves e membro dos integralistas, condenou hoje o ataque com coquetéis molotov à produtora do Porta dos Fundos.

Em entrevista exclusiva a O Antagonista, ele declarou que “qualquer atentado é repugnante”.

“Tinha um trabalhador lá, um segurança, que poderia ter sofrido alguma coisa, poderia até ter morrido”, contou. O caso é tratado pela Polícia Civil do Rio como tentativa de homicídio.

Na última quinta (26), a Frente Integralista Brasileira publicou nota em que nega relação com o ataque ao Porta dos Fundos, sem condenar o ocorrido.

Hoje, depois da coletiva de imprensa da Polícia Civil do Rio, a organização afirmou ter sido surpreendida “com a revelação que o Sr. Eduardo Fauzi foi apontado como um dos autores do ataque criminoso a um prédio no Rio de Janeiro”. O nome da produtora que funciona no prédio não é citado.

Paulo Fernando acrescentou que não participou da reunião do conselho nacional dos integralistas que resolveu expulsar Eduardo Fauzi, mas que concorda com a decisão.

“Todo grupo tem aloprados, que fazem coisas indevidas”, disse. O assessor afirmou que nunca esteve com Fauzi e que sabia apenas que ele é do Rio.

Perguntado sobre por que o ministério dos Direitos Humanos não condenou o ataque ao Porta dos Fundos, Paulo Fernando respondeu que o assunto ainda não foi discutido pela pasta, e que a investigação cabe à polícia e ao Ministério Público.

Paulo Fernando foi três vezes candidato a deputado federal. É vice-presidente do Patriota no DF.

A cobertura mais ágil. A investigação mais profunda. Agora juntas. CONFIRA
Mais notícias
TOPO