"Quando a gente aperta, no final, a maioria das fábricas nos leva para a China", disse Pazuello

“Quando a gente aperta, no final, a maioria das fábricas nos leva para a China”, disse Pazuello
Foto: stevepb/Pixabay

Ao dizer que a vacina do Butantan será uma vacina brasileira, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, também explicou que a maioria das vacinas fabricadas no mudo tem componentes produzidos na China.

“Quando a gente aperta, no final, a maioria da fábricas nos leva para a China”, citando a da Astrazeneca.

Leia mais: Em Brasília, plágio não impede ninguém de alçar grandes voos.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 42 comentários
TOPO