Quanto custam os deputados presos da Alerj

Um ano depois da prisão de Jorge Picciani, Paulo Melo, Edson Albertassi na Operação Cadeia Velha, os três deputados continuam recebendo seus salários.

Segundo levantamento do G1, o gasto público com o salário dos emedebistas e de seus funcionários já chega a R$ 6,6 milhões.

O cálculo exclui benefícios como bolsa-escola e auxílio alimentação.

A juíza que fez Lula gaguejar no banco dos réus. LEIA AQUI

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 27 comentários
  1. O crime no Brasil compensa muito! O cara ganha salário de parlamentar + penduricalhos enquanto rouba em vez de trabalhar. E quando é preso deixa de trabalhar mas continua ganhando salário.

    1. E nós trabalhadores de verdade, cumpridores de horários e metas, temos q trabalhar uma vida inteira p sustentá-los, e a nossa aposentadoria ainda em risco de não ter…

  2. Bom o povo do Rio de Janeiro sabe quanto custa esta conta no lombo, porém não regem a altura pois eles são os pagantes: samba , cerveja , lage , droga, prostituição é o bálsamo deles.

  3. As regras do funcionalismo público tem que seguir a do privado. Se um funcionário é preso por corrupção na iniciativa privada ele é demitido no mesmo dia e por justa causa. Porque ser diferente?

    1. … deve existir apenas 1 lei pra todos os trabalhadores no Brasil… o que existe hoje é “protecionismo” de determinados assalariados… tem que mudar! Lei única pra todos!

    2. Vc., tem razão, mas é diferente porque os legisladores que criaram uma lei específica para o funcionalismo, precisam beneficiá-los para se manterem no poder. Suraia

    3. Vc., tem toda razão mas o funcionalismo além de ser inatingível nos trata como imbecis. É diferente graças aos nossos legisladores, que dependem dos votos deles para se manterem no poder. Suraia

    4. Porque tudo, eu digo, TUDO no Estado é assim, absurdo, já é tempo de criar uma lei para que seja igual à iniciativa privada. Tolerância zero e economia total.

  4. Esse país é o lugar do inimaginável perante o resto do mundo. Escandalosamente aqui, político preso continua recebendo salário, tudo às custas do povo. Como imaginar um absurdo desse? E muitos o

    1. Concordo. Queria falar do papi dela, que a melhor definição foi dada pelo Zé Ruela da Jovem Pan: “Um leão em sua jaula andando para lá e para cá!”. Rugia tanto, mas ela lembrava: ‘Tá preso,