O PT gosta também de corrupção com gás

O jornal “O Globo” noticia que a Petrobras usou empresas de fachada para construir e fazer funcionar a parte do gasoduto Gasene que vai de Cacimbas (ES) a Catu (BA). Esse trecho (e provavelmente os outros dois também, que somam 433 quilômetros) teve custos superfaturados — atenção — em até 1.800%. A trapaça gigantesca foi descoberta por técnicos da Agência Nacional de Petróleo (ANP) e incluída numa auditoria realizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Não, senhores, a coisa toda não veio à tona graças aos governos Lula e Dima, mas apesar deles. Lula, Dilma, Sérgio Gabrielli e Graça Foster inauguraram pessoalmente esse propinoduto, em 26 de março de 2010. Apesar das conclusões dos técnicos da ANP, a agência fechou os olhos para a fraude.
Não deixa de ser admirável a quantidade de métodos de roubo imaginada pelos companheiros. Para fingir que se tratava de uma iniciativa privada, a Petrobras constituiu uma empresa de fachada — sim, a Petrobras — chamada Transportadora Gasene S.A. Uma outra empresa de fachada foi contratada para a “prestação de serviços”, a Domínio Assessores LTDA. Abandonando todo e qualquer cinismo — a essa altura uma homenagem que o vício prestaria à virtude –, ambas declararam endereço idêntico no Rio de Janeiro: uma salinha no centro da cidade. Mais: pelo mesmo contrato, o laranjão Antônio Carlos Pinto de Azeredo passou a presidir a… Transportadora Gasene. Um contratado que manda no contratante, vejam só. Para tocar esse trecho do Gasene que saiu por 3,78 BILHÕES, a tal Domínio tinha um capital social de apenas 10 000 reais. Quer dizer, o sentimento de impunidade era absoluto.
A chinesa Sinopec ganhou, sem licitação, o gerenciamento do gasoduto, obra do PAC que teve 80% financiado pelo BNDES e custou, no total, 6 BILHÕES DE REAIS. Quando o trecho “dominado” foi inaugurado, Lula era presidente da República; Dilma, ministra das Minas e Energia; Sérgio Gabrielli era presidente da Petrobras; e Graça Foster, diretora de Gás e Energia da estatal. Sinopec… Sopraram no ouvido de O Antagonista que o PT lava dinheiro na China e na Rússia, países cujos sistemas financeiros são praticamente blindados aos controles internacionais. Daí o apreço do governo petista em relação a Putin e os dirigentes chineses. Mas não acreditamos, viu, pessoal?  

Faça o primeiro comentário