Quase réu, ministro do TCU tira de pauta processo sobre o Supremo

Prestes a se tornar réu hoje no Supremo Tribunal Federal, o ministro Aroldo Cedraz tirou de pauta uma prestação de contas do próprio STF que também seria julgada hoje no Tribunal de Contas da União.

O processo no TCU se refere às contas de 2016 e apresenta, entre os responsáveis pelas despesas, dois ministros do STF que vão analisar uma denúncia contra Cedraz na Segunda Turma: Cármen Lúcia e Ricardo Lewandowski, que dividiram o comando da Corte naquele ano.

Além da prestação de contas, Aroldo Cedraz excluiu da pauta todos os processos de que é relator na Segunda Câmara do TCU previstos para hoje.

Lula livre e Moro suspeito: será assim no STF? Saiba mais

Na semana passada, ele tentou, sem sucesso, adiar o julgamento na Segunda Turma do STF.

Se faltar à sessão no TCU para acompanhar a decisão, ele terá que ir pessoalmente ao Supremo, já que a sessão não será transmitida ao vivo.

Comentários

  • Ryu -

    Exonera esse safad0!

  • Sandra -

    Tá negociando favores?

  • Idgar -

    'Ir pessoalmente' foi brabo, senhores Antagonistas..!

Ler 16 comentários