Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

'Que insistência para vender vacina', diz Bolsonaro, sobre Pfizer

Em entrevista nesta quarta-feira, o presidente voltou a comentar as denúncias envolvendo a compra da Covaxin
Que insistência para vender vacina, diz Bolsonaro, sobre Pfizer
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Jair Bolsonaro voltou a negar que tenha envolvimento com irregularidades na compra da Covaxin. Em entrevista à Rádio Jovem Pan Itapetininga, o presidente disse que nenhuma dose do imunizante foi comprada.

“Querem me taxar de corrupto sem ter comprado uma dose da Covaxin.”

O presidente rebateu as críticas pela diferença de comportamento do governo em relação à Pfizer. O contrato da Covaxin foi assinado sem que o imunizante fosse aprovado pela Anvisa, enquanto a Pfizer foi ignorada por meses.

“Dizem: ‘Ah, ele recebeu 80 emails da Pfizer’. Quantos emails eu recebi eu não sei. Que insistência para vender a vacina! Agora, quem nos ataca não mostra qual era o contrato. Em uma das cláusulas estava escrito lá: ‘Não nos responsabilizamos por qualquer efeito colateral’. Depois, eu falei: ‘e se você vira jacaré’. Foi uma hipérbole.”

Mais notícias
TOPO