Queda de investimentos

Em 2015, os governadores se empenharam em proteger o mandato de Dilma, defendendo-a ou simplesmente silenciando quanto à possibilidade de um processo de impeachment.

O Estadão agora informa que a queda nas receitas e o crescimento das despesas obrigaram os estados a cortar, em média, 37% nos investimentos. O maior corte se deu no Espírito Santo, com 71%.

Os governadores estaduais não podem dar uma nova chance a Dilma.

Faça o primeiro comentário