A MORTE DE SOMBRA

Morreu Sérgio Gomes da Silva, o Sombra, principal personagem do assassinato de Celso Daniel.

Ele estava internado há uma semana no hospital Montemagno, em São Paulo, onde tratava de um câncer. Roberto Podval, advogado de Sombra, não soube dizer a causa da morte.

Sombra foi acusado pelo MP de encomendar o assassinato de Celso Daniel, mas sempre negou o crime. Ele chegou a ser condenado por liderar o esquema de cobrança de propinas de empresas de transporte para abastecer o PT.

A Promotoria acusou o empresário de mandar matar Celso Daniel quando o então prefeito resolveu dar um fim no esquema. Sombra, que era seu amigo, sempre negou participação no crime. Ele foi sócio de Ronan Maria Pinto, preso na Lava Jato.

Falhas processuais levaram à anulação de toda a fase de instrução e o caso seria retomado agora. Até hoje, oito pessoas ligadas ao caso morreram em diferentes circunstâncias.

Faça o primeiro comentário