Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Queiroga diz que pediu veto a projeto para acesso a tratamento de câncer

Segundo o ministro, o texto suprime “etapas importantes” da avaliação das substâncias pela Agência Nacional de Saúde Suplementar
Queiroga diz que pediu veto a projeto para acesso a tratamento de câncer
Foto: Walterson Rosa/MS

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta quarta-feira (28) que foi o responsável por sugerir ao presidente Jair Bolsonaro o veto ao projeto que buscava facilitar o acesso a medicamentos contra o câncer.

O PL, do senador Reguffe (Podemos-DF), foi aprovado em 1º de julho. O texto estabelece que os planos de saúde são obrigados a ofertar os remédios para quimioterapia oral domiciliar que forem aprovados pela Anvisa, sem precisar passar por diretrizes da Agência Nacional de Saúde Suplementar.

Durante conversa com jornalistas na sede da pasta, Queiroga disse que a medida suprime “etapas importantes” da avaliação dos medicamentos.

A ANS tem um processo próprio para inclusão dos medicamentos e dos procedimentos no rol, e às vezes esse processo é moroso, o que leva a uma insatisfação dos beneficiários da saúde suplementar. Ocorre que não é só a questão do tratamento oncológico, existe uma série de demandas de incorporação na saúde suplementar que merecem a mesma atenção.”

Ontem, o presidente Jair Bolsonaro disse que vetou o projeto apenas porque ele não detalhava sua forma de custeio, ao contrário do que afirmou o ministro.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO