Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Queiroga e Doria 'pedalam' conta com doses suspensas de Coronavac para celebrar marcos

Ministro contou doses suspensas pela Anvisa para celebrar entregas de 1ª dose a todos os adultos; Doria usou as doses para chegar a 100 milhões entregues pelo Butantan
Queiroga e Doria pedalam conta com doses suspensas de Coronavac para celebrar marcos
Imagens: Ministério da Saúde/via Facebook e Reprodução/Governo do Estado de São Paulo/YouTube

O ministro Marcelo Queiroga celebrou nesta quarta (15) a entrega de vacinas suficientes para aplicar a 1ª dose em todos os adultos – mas levou em conta, nessa soma, cerca de 6 milhões de doses cuja aplicação foi suspensa pela Anvisa.

A Anvisa anunciou a interdição cautelar de cerca de 12,1 milhões de doses de Coronavac em 4 de setembro, por terem sido fabricados em um laboratório na China ainda não aprovado pela inspeção da agência brasileira. Desses, metade eram destinados à 1ª dose e estão na conta do ministério.

Parte dessas doses foi aplicada, ao menos no estado de São Paulo, antes da suspensão. O próprio governo estadual informou ter distribuído 4 milhões de doses dos lotes posteriormente bloqueados pela Anvisa. Procurada, a Secretaria da Saúde não soube informar imediatamente quantos desses 4 milhões foram aplicados como 1ª dose.

A Anvisa confirmou a O Antagonista que até agora nenhum dos lotes suspensos foi liberado para aplicação. O Butantan confirmou que começou apenas hoje a entrega de doses envasadas pela instituição para substituir os lotes suspensos pela Anvisa.

Foram entregues hoje ao plano nacional de imunização 6,9 milhões de doses de Coronavac, dos quais 1,8 milhões são destinadas a substituir parte das doses suspensas.

Em evento hoje no aeroporto de Guarulhos, Queiroga celebrou “o envio de imunizantes para vacinar, com a primeira dose, os mais de 158 milhões de brasileiros acima de 18 anos”, segundo o site do Ministério da Saúde.

Pelos dados do próprio ministério, já foram entregues 265 milhões de doses para os estados. Nas pautas de entregas publicadas em setembro, existem 14,9 milhões de doses da Coronavac, das quais 7,4 milhões destinadas à 1ª dose. Parte dessas milhões está com uso suspenso pela Anvisa.

Queiroga tem feito anúncios importantes às quartas-feiras, o dia em que o governador de São Paulo, João Doria, costuma fazer coletivas de imprensa com anúncios sobre a pandemia. O evento de hoje, em Guarulhos, foi marcado no mesmo dia em que Doria anunciou que o Butantan terminou a entrega de 100 milhões de doses da Coronavac ao Ministério da Saúde.

O próprio Doria também ‘pedalou’: o Butantan de fato ultrapassou a marca de 100 milhões de doses entregues, mas essa conta também inclui cerca de 8 milhões de doses suspensas. Como já vimos, dos cerca de 12 milhões de doses suspensas pela Anvisa, cerca de 4 milhões já foram aplicadas.

O Butantan não pretende substituir as doses já aplicadas, mas informou que vai entregar doses suficientes para efetuar a substituição até o fim de setembro, desta maneira cumprindo o contrato – que prevê 100 milhões de doses até o fim do mês.

Reprodução/Ministério da Saúde. 50ª pauta de distribuição, 13 de setembro de 2021.
A pauta de distribuição mais recente publicada no site do Ministério da Saúde é desta segunda-feira (13). Ela conta 11,2 milhões de adultos no campo “população que falta vacinar” com a 1ª dose – embora, é verdade, Queiroga tenha celebrado hoje um marco de doses entregues e não de aplicadas.

Procurado, o Ministério da Saúde não respondeu às perguntas de O Antagonista.

Leia mais:

Queiroga anuncia que governo concluiu entregas para vacinar todos os adultos com a 1ª dose

Anvisa diz que Butantan não apresentou elementos suficientes para liberar lotes da Coronavac

‘Não é motivo de pânico’, diz presidente da Anvisa sobre veto de lotes da Coronavac

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO