Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Queiroga muda orientação e sugere 2ª dose de Pfizer ou Coronavac para grávidas

Antes, ministério recomendava não combinar doses de vacinas diferentes em nenhum caso
Queiroga muda orientação e sugere 2ª dose de Pfizer ou Coronavac para grávidas
Reprodução/TV BrasilGov/YouTube

Marcelo Queiroga mudou nesta segunda (26) sua orientação sobre a 2ª dose de grávidas vacinadas com o imunizante da AstraZeneca.

“Atenção, gestantes e puérperas vacinadas com AstraZeneca: vocês já podem completar sua proteção, preferencialmente, com vacina da Pfizer. Caso não esteja disponível no dia marcado p/ a 2ª dose, pode ser utilizada a Coronavac“, escreveu o ministro, no Twitter.

A nova orientação também foi anunciada em coletiva de imprensa por Rosana Leite Melo, secretária de Enfrentamento à Covid-19.

“Aquelas gestantes que vacinaram com a vacina AstraZeneca, principalmente no inicio da gravidez, né, no primeiro semestre dessa gravidez, elas podem sim (…) tomar uma outra vacina, distinta dessa. Lembrando que essa intercambialidade, você tomar um outro imunizante que não seja aquele aplicado na 1ª dose, ele é apenas recomendado para questões de exceção, no caso aqui as grávidas ou alguém que porventura, por algum motivo, uma reação alérgica (…)”, disse a secretária.

Em 8 de julho, Queiroga disse que a orientação ainda era que grávidas que tomaram uma dose da vacina da AstraZeneca deveriam tomar a 2ª.

Na semana passada, o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, anunciou que no estado as grávidas que tomaram AstraZeneca devem receber como 2ª dose a vacina da Pfizer.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO