Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Queiroga nega que Bolsonaro seja contra vacinas

Para o ministro da Saúde, o presidente entende que "não se tem todas as evidências científicas" a respeito dos imunizantes
Queiroga nega que Bolsonaro seja contra vacinas
Foto: Myke Sena/MS

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, negou hoje que o presidente Jair Bolsonaro seja contra vacinas.

Em entrevista coletiva no Rio de Janeiro ao lado do prefeito Eduardo Paes, ele afirmou que, na verdade, Bolsonaro entende que “não se tem todas as evidências científicas sobre vacinas” e que os pesquisadores precisam ainda responder alguns questionamentos sobre a imunização contra a Covid.

“O presidente Bolsonaro fala que não se tem todas as evidências científicas sobre vacinas. E aí se interpreta que ele está questionando as vacinas. Nós temos que questionar tudo. Não temos todas as evidências científicas ainda. Não sabemos se podemos vacinar a primeira dose de uma fabricante e a segunda de outra. E como vamos saber disso? Fazendo pesquisa e é por isso que elas avançam. Crianças devem ser vacinadas? Como é a questão das gestantes? São respostas que precisam ser dadas, e pelos pesquisadores.”

Bolsonaro, que completou 66 anos em março, já poderia ter sido imunizado contra a Covid em Brasília no mês de abril, mas ainda não se vacinou.

Questionado sobre o estudo solicitado pelo presidente da República para desobrigar o uso de máscara no país, Queiroga disse que fará uma avaliação técnica sobre o tema.

“O presidente está vendo que outros países, como o Estados Unidos, já começam a flexibilizar o uso de máscara. E pediu para fazer um parecer, que será feito com dados técnicos.”

Na semana passada, em depoimento à CPI da Covid, o ministro da Saúde confirmou que não tem nenhum especialista em infectologia em sua equipe na pasta.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO