Queiroga prevê fim da imunização de grupos prioritários só em setembro

Queiroga prevê fim da imunização de grupos prioritários só em setembro
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou hoje que, no atual ritmo, será possível imunizar os grupos prioritários contra a Covid até setembro. O plano inicial era de completar essa fase em maio.

“O processo de vacinação no Brasil tem ocorrido de maneira cada vez mais célere. Se continuar nesse ritmo, vamos até setembro atingir a imunização prevista no programa nacional de imunização. Nosso objetivo é que isso ocorra antes”, afirmou.

Questionado sobre o atraso, ele disse depois que “isso não é uma questão do Brasil”.

“O calendário é sujeito às entregas. Primeiro, Covax Facility, iniciativa da Organização Mundial da Saúde, referida como padrão de excelência. E o que ocorre: Covax Facility não nos entrega o que foi acordado. Insumos que vêm de hoje outros países, há carência. Isso não é uma questão do Brasil, é uma questão mundial.”

Ele disse que o calendário será atualizado, conforme determinado por Ricardo Lewandowski, que, desde o ano passado, exige da pasta detalhamento constante do plano de imunização.

O grupo prioritário de vacinação engloba 77 milhões de pessoas e a previsão inicial era de que em maio todos estariam imunizados.

Segundo o Ministério da Saúde, é possível que o novo cronograma seja antecipado assim que o país receber novas doses. Esta semana, a pasta pretende entregar aos estados e municípios mais 3,4 milhões de doses.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO