Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Queiroga reafirma à CPI que Coronavac não deve ser usada em 2022

Em documento enviado à comissão nesta segunda-feira, o ministro da Saúde voltou a dizer que o imunizante não tem registro definitivo da Anvisa
Queiroga reafirma à CPI que Coronavac não deve ser usada em 2022
Foto: Walterson Rosa/MS

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, reafirmou à CPI da Covid a possibilidade de excluir a Coronavac do planejamento para a vacinação em 2022.

Como mostramos, Queiroga enviou um documento com 160 páginas à comissão respondendo a uma série de questionamentos feitos pelos senadores na semana passada.

De acordo com o MS, a razão sobre a possível descontinuidade da vacina Coronavac no ano de 2022 está diretamente relacionada com condição de sua avaliação pela ANVISA”.

Até o presente momento a autorização é temporária de uso emergencial, que foi concedida para minimizar, da forma mais rápida possível, os impactos da doença no território nacional.”

O ministro da Saúde disse também ser contra a imunização de menores de 12 anos.

“As vacinas Covid-19 não estão indicadas para essa faixa etária, no momento, indivíduos que forem inadvertidamente vacinados deverão ter seus esquemas encerrados sem que sejam administradas doses adicionais.”

Queiroga foi convocado para depor pela terceira vez na próxima segunda-feira (18). Com o envio do documento nesta segunda, ele tenta evitar ter que comparecer ao colegiado novamente.

Em outro documento, a Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos do Ministério da Saúde respondeu a um requerimento da CPI que pedia explicações sobre o adiamento de uma reunião da Conitec sobre o kit Covid.

A secretaria alega que “os adiamentos se deram por motivos técnicos, buscando-se o melhor desfecho para a saúde pública brasileira”.

Mais notícias
Mais lidas
  1. A caneta de Moro

  2. Todos por um

  3. Porcos e podres

  4. Guedes fracassou

  5. Randolfe: "Queiroga é um convertido ao negacionismo"

Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler comentários
TOPO