Queiroga: "Se não conseguir persuadir o presidente, a falha é minha"

Queiroga: “Se não conseguir persuadir o presidente, a falha é minha”
Foto: Isac Nóbrega/PR

Em entrevista à Folha, o novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, foi questionado sobre os discursos de Jair Bolsonaro contra o isolamento e o uso de máscara. Ele respondeu:

É meu dever persuadir meu presidente em relação às melhores práticas. Se eu não conseguir, a falha é minha, e não do presidente”, afirmou.

Ele foi eleito para governar o país. Eu me vacinei contra a Covid, e, antes de chegar aqui, me vacinei contra qualquer tipo de intriga. Não estou aqui para fazer política na saúde, mas de saúde.”

Ontem, em visita a São Sebastião, na periferia de Brasília, Bolsonaro voltou a criticar as medidas de isolamento. Sem usar máscara, e em meio a aglomeração, o presidente afirmou que a política do “fique em casa” está matando a economia.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO