Queixa-crime contra Carlos Bolsonaro é arquivada

O Ministério Público do Rio arquivou uma queixa-crime contra Carlos Bolsonaro por apologia à tortura, informa Lauro Jardim.

O vereador publicara nas redes sociais a foto de um homem simulando sofrer tortura, com a hashtag #EleNão –contrária à candidatura de Jair Bolsonaro. Carlos comentou que o autor da foto devia fazer seu pai “chorar no chuveiro”.

Os procuradores entenderam que o post de Carlos pode ser enquadrado como pleno exercício de liberdade de expressão.

Comentários

  • Vitória -

    Isto foi mais uma tentativa de Fake News para que o Bolsonaro perdesse. Não conseguiram. Agora, pq os antagonistas não me falam quem está pagando os advogados do Adélio Bispo?

  • Presidente-XVII -

    Ele repostou, com um deboche politicamente incorreto, a imagem de um esquerdopata que se utilizou de sensacionalismo pra tentar chocar pessoas, e fazer elas votarem contra o Jair Bolsonaro.

  • Ryu -

    Esse povo não tem trabalho para fazer não? Bando de vagabund0s!

Ler 20 comentários