ACESSE

Adiamento das eleições: "Quem a sociedade brasileira responsabilizará?", pergunta presidente da CNM

Telegram

Em debate no Senado sobre o adiamento das eleições, Glademir Aroldi, presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), reforçou a opinião da entidade de que o pleito não deve ser realizado em 2020, o que forçaria a prorrogação dos mandatos dos atuais prefeitos e vereadores.

“Entendemos que o Brasil não reúne as condições sanitárias, econômicas, sociais e jurídicas para realização de um pleito neste ano. Se ninguém sabe o que vai acontecer, nós não temos garantia sanitária alguma.”

Aroldi afirmou que “realizar eleição neste ano coloca, sim, em risco a recuperação econômica do Brasil” e “colocar ainda mais em risco a saúde da população”.

O presidente da CNM disse que, “infelizmente, não superamos a primeira onda”.

“Nossa preocupação não é outra, a não ser com a saúde da população brasileira. Quem a sociedade brasileira responsabilizará pelos efeitos colaterais de uma eleição neste ano no Brasil?”

Leia mais: O que Moro pensa sobre o Brasil? Clique e saiba mais

Comentários

  • Maria -

    Pelo amor de Deus, adiar eleições até pode ser, mas prorrogar mandatos, jamais. Seria uma desgraça inominável manter o atual prefeito da cidade onde moro, ele arruinou tudo. Não é do PT, é PSDB.

  • José -

    Se estão tão preocupados com a saúde da população, por que raios estão relaxando as medidas de isolamento e prevenção? Contem outra.

  • Ruy -

    Manda tudo par 2.022 e acaba com eleição ano sim ano não. Democracia se faz com qualidade, não com quantidade, de preitos. Seria uma economia imensa para nossos debilitados cofres públicos.

Ler 23 comentários