Quem é o substituto de Deltan na Lava Jato

Quem é o substituto de Deltan na Lava Jato
Foto: Reprodução/Assofepar

O procurador Alessandro José Fernandes de Oliveira, que substituirá Deltan Dallagnol no comando da força-tarefa no Paraná, integrava o grupo de trabalho da Procuradoria-Geral da República da Lava Jato que investiga políticos com foro privilegiado.

Ele foi um dos que se manteve fiel à chefe do grupo, a subprocuradora Lindôra Araujo, quando, em junho, três integrantes deixaram o grupo em razão da tentativa dela e de Augusto Aras de fazer uma devassa sobre as bases de dados das forças-tarefas de Curitiba, Rio e Paraná.

Alessandro de Oliveira é procurador da República desde 2004 e atua no Paraná desde 2012. Foi cedido à PGR em 2018, chamado por Raquel Dodge para integrar o grupo da Lava Jato. Trabalhava, no entanto, do Paraná, à distância.

Na PGR, deixou como um dos principais legados o desenvolvimento de um sistema interno de monitoramento de acordos de delação premiada, cujo principal objetivo é verificar pagamentos das multas e reparações, bem como o cumprimento das penas pactuadas.

Antes do trabalho na PGR, ele se notabilizou no campo eleitoral, de investigação sobre compra de votos no interior do Paraná.

Autor de livros sobre a aplicação do direito na atividade policial, tem experiência no combate ao crime organizado, corrupção e lavagem de dinheiro.

É graduado em Segurança Pública pela Academia Policial Militar do Paraná e em Direito pela Universidade Federal do Paraná. Tem mestrado em Direito das Relações Sociais pela mesma universidade e desde 1996 dá aulas de direito criminal e processual penal.

No MPF, integra atualmente as câmaras criminal e anticorrupção, órgãos internos que uniformizam entendimentos dos procuradores nessas áreas.

Leia mais: Combo O Antagonista+ e Crusoé: comece a ler por apenas R$ 1,90
Mais notícias
TOPO