Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Quem é quem no inquérito do 7 de setembro

Além do cantor e ex-deputado Sérgio Reis e do deputado federal Otoni de Paula (PSC/RJ), grupo reúne caminhoneiros, estudantes e empresário
Quem é quem no inquérito do 7 de setembro
Arte: Rodrigo Freitas/O Antagonista

Como registramos mais cedo, Alexandre de Moraes acatou pedido de Lindôra Araújo e abriu inquérito específico para apurar suspeita de organização de atos violentos contra o Supremo e o Senado, em 7 de setembro. Dez pessoas foram alvos de busca e apreensão.

Além do cantor e ex-deputado Sérgio Reis (nome artístico de Sérgio Bavini) e do deputado federal Otoni de Paula (PSC/RJ), serão investigados:

  • Antonio Galvan, empresário e presidente da Aprosoja (entidade que reúne mais de 200 mil produtores de soja do país);
  • Marcos Antônio Pereira, caminhoneiro conhecido como “Zé Trovão”;
  • Turíbio Torres, caminhoneiro amigo de Pereira
  • Eduardo Araújo, cantor da época da Jovem Guarda;
  • Wellington Macedo de Souza, blogueiro do Ceará;
  • Alexandre Urbano Raitz Petersen, comerciante e fundador da Coalizão Pró-Civilização Cristã, ligada ao site Brasil Livre;
  • Juliano da Silva Martins, advogado integrante do Brasil Livre; e
  • Bruno Henrique Semczeszm, estudante integrante do Brasil Livre
No pedido a Moraes, Lindôra não soube precisar qual seria exatamente o papel de Turíbio Torres, Juliano Martins e Bruno Semczeszm, mas estariam relacionados à logística do movimento.

“Ao que tudo indica, os dois primeiros pertencem a um núcleo operacional da aventada empreitada criminosa, na medida em que vêm tendo um papel ativo na montagem das caravanas, na intermediação de contatos políticos e na logística de acampamento em Brasília, enquanto o último, articulista do site Brasil Livre, simpatizante da Sociedade de Defesa da Tradição, Família e Propriedade e responsável pela tradução de uma entrevista em alemão com a deputada ultraconservadora Beatrix von Storch, parece integrar-se a um núcleo ideológico do referido grupo.”

Num vídeo, Bruno diz que o movimento contaria com caminhões e motorhomes, cozinha comunitária, montada no Rotary Club de Brasília.

A subprocuradora diz ainda que Ottoni de Paula seria integrante do “núcleo político” do movimento, tendo Sérgio Reis, Araújo e Zé Trovão como os responsáveis pelo engajamento da militância. Galvan seria o patrocinador, enquanto os blogueiros teriam papel na divulgação.

Leia também:

Urgente: Sérgio Reis e Otoni de Paula são alvos da PF

Exclusivo: Moraes abre inquérito contra Sérgio Reis, Otoni e mais 8 alvos

Presidente da Aprosoja também é alvo da PF, mas nega financiamento de atos do 7 de setembro

Moraes bloqueia vaquinha para protesto de 7 de setembro

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....