“Quem está pagando as caravanas do Lula?”

O Antagonista conversou com um ministro do TSE sobre as campanhas antecipadas, que deverão se intensificar daqui para frente.

“As situações não podem ser analisadas levando em conta o autor da suposta conduta ilícita. O que vai interessar é a conduta. Isso precisa ficar muito claro.”

“É importante lembrar que existe a liberdade de expressão política, e ela é constitucional. Uma coisa é campanha antecipada, outra coisa é um postulante a candidato percorrer o país.”

Perguntamos ao ministro se nas caravanas de Lula a campanha antecipada não está escancarada, com base nos discursos do petista, nos vídeos exibidos nas redes sociais e nos materiais distribuídos durante as visitas às cidades.

“A legislação eleitoral proíbe a campanha antecipada. Mas é preciso que fiquem comprovados atos próprios de campanha: por exemplo, confecção e distribuição de material e pedido expresso de voto.”

O ministro quis deixar claro o que, na opinião dele, é o ponto principal do debate: o financiamento desses eventos.

“Quem está pagando, por exemplo, as caravanas do Lula? Partido ou pessoas jurídicas?”

Ele acrescentou:

“Se algum agente político usar a máquina administrativa para estimular tais eventos, há ilegalidade.”

O Antagonista lembra que os governadores petistas Fernando Pimentel (Minas Gerais) e Wellington Dias (Piauí), só para citar alguns exemplos, ajudaram e muito a concretizar as tais caravanas do condenado Luiz Inácio Lula da Silva.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 39 comentários
  1. O TSE, assim como o TSU, só julga se há irregularidades numa campanha depois que o cara é eleito, empossado e termina o seu mandato. Quando não há mais nada a fazer. Daí os cuidados desse ministro na colocação das suas palavras, escorregadio como sabão, preparando mais uma tragicomédia.

  2. O tse é mais um órgão para torrar nosso dinheiro não serve nem para banheiro público. Se há tanta válvula de escape na legislação e o tse não consegue agir para que existir e desperdiçar recursos?

  3. Quem está pagando?? Ora, quem tem o rabo preso com ele e está se cagan%*… de medo das garras da Justiça. Empresários que só pensam em corromper para lucrar mais tem uma grande esperança na volta do Lula. O Lula sóbrio é mais perigoso que bêbado. Sóbrio armou toda esse quadrilhão para desviar e receber propinas. Criou a Dilma, fantoche dele, e ainda tem os sem-cérebro que fazem doações até das calças e saem pelas ruas defendendo o maior ladrão no poder de todos os tempos, na história desse país. Conheço uma meia dúzia desses.

  4. Gilmar Mendes acabou com o TSE no julgamento da chapa Anta-Temer. Lula pode deitar e rolar que nada acontece. Tenho certeza que há excelentes Ministros no TSE, mas o sistema impede-os de agir.

  5. se ao inves de um juiz eleitoral tiver um cumplice do criminosos , como temos visto no caso de gilmar mendes , dificilmente um criminosos sera indiciado e condenado e pelo visto este juiz se encontra no rol de cumplices , pelas sua declaraçoes , ainda mais que vimos governadores e prefeitos de partidos menores serem cassados por bem menos que isto , no brasil a justiça nao chega a puniçao simplesmente pela cumplicidade de togados com criminosos poderosos.

  6. O TSE trabalha somente em época de eleições assim mesmo para fazer falcatruas com as urnas eletrônicas, fora disto não existe atividade, assim pode ser extinto que haverá uma grande economia para o Pais, e em época de eleições deverá ser formada uma comissão para fiscalização e após as eleições ela será também extinta. o Brasil agradece.

  7. Entao…

    Se o bandido vai e atira em alguem e ele e detido pela policia, ai vem o juiz e pergunta…
    Vcs tem a bala ??
    Vcs tem a nota fiscal de q foi o bandido q atirou???
    Quem garante q o culpado nao é o cidadao baleado q na hora entrou na frente da bala????
    Sao circunstancias q nao sao comprovadas portanto, nao pode prender ninguem
    Igual o LULA!!!
    Stf, tse e tantos outros do juridico, td igual!!!

  8. Indícios, provas, escandalos, saques ilicitos e comportamentos inadmissiveis às respectivas funções acerca de Lula e mais 99% da classe política já temos de sobra. Não adianta ficar publicando mais acintes e aviltamentos criminosos destas quadrilhas se a “Republica Brasileira” não tem meios e nem força moral para extirpa-los do poder, julga-los rapidamente e prende-los todos.
    Publicar mais escandalos sem exigir cadeia já é um desserviço da midia.

  9. A falta de impunidade começa aí em caravanas patrocinadas com dinheiro público de um pré canditado condenado e além do mais perigoso e termina com todos estes massacres de brasileiros , o excesso de impunidade apodreceu a Banânia que por natureza já tem esta tendencia,

  10. O carrossel da mentira vai enrolar você até acontecer outra lorota até você não puder fazer nada :

    ” dodge quer prisão mas gilmal já mudou idéia por que agora o maluco acredita que cada caso é um caso. “

    1. Já está na fila para fazer visitas íntimas ao Lula em 2018? Mas há vários petistas presos solicitando os seus serviços …

  11. TSE não é onde “trabalha ” aquele ministro que gosta de soltar bandidos? E o TSE precisa ser questionado pra agir ? Entendi ; vamos reclamar com ele quando voltar de Portugal , segue o fluxo.

  12. TREs e TSE e JUSTIÇA ELEITORAL =
    ENORME CABIDÃO DE EMPREGOS
    SALÁRIOS ASTRONÒMICOS
    BENESSES À RODO
    APOSENTADORIAs MILHARDÁRIAS

  13. É tudo falso. É tudo de mentirinha.

    ” é proibido campanha desde que não suje a rua ”

    O marginal faz o que quiser. Este ministrinho k u zão vai até legislar em favor do quadrilheiro psicopata.

  14. Justiça Eleitoral não serve para nada. Na última eleição da Dilma vazaram cadastros do bolsa família para comitês eleitorais do petismo fazerem terrorismo com os benefíciarios e não deram um pio a respeito.

    1. Não é a “justiça eleitoral” que não serve pra nada.
      A COISA PÚBLICA NA SUA TOTALIDADE NÃO SERVE PRA NADA!

  15. Esse ministro precisa aprender (ou será que tem medo?) quando uma coisa é igual a outra:
    “Porque uma coisa é a campanha antecipada, outra coisa é um postulante a candidato percorrer o país.”
    O cachaceiro está em campanha, sim.