Quem fez terrorismo?

Em julho de 2014, Sinara Polycarpo, então superintendente de investimentos do Santader, alertou os clientes do banco para o risco econômico que representava a subida de Dilma Rousseff nas pesquisas eleitorais e a sua possível reeleição. Pressionado por Lula, que a acusou de fazer “terrorismo”, o Santander demitiu covardemente Sinara Polycarpo e ainda pediu desculpas pela atitude dela.

A Standard & Poor’s deveria contratá-la. Uma vez na Standard & Poor’s, Sinara Polycarpo deveria rebaixar a nota do Santander.

Sinara obviamente tinha razão