ACESSE

Quem mudou foi Jair Bolsonaro

Telegram

Mario Sabino, na Crusoé:

“Peço desculpa pela autorreferência, mas é para lembrar os leitores que nem eu nem esta revista — ou O Antagonista — mudamos. Ao contrário de certa imprensa, reconhecemos imediatamente a legitimidade de Bolsonaro como candidato e tentamos explicar os motivos compreensíveis que levaram 57 milhões de brasileiros a votar num político profissional que se vendia como novidade. Dizer desde o início que o governo Bolsonaro não daria certo, simplesmente, seria futurologia ou torcida, não jornalismo.

Nós não mudamos, quem mudou foi Bolsonaro — ou, vá lá, voltou a ser o mesmo de antes da candidatura. Ele continua a ser o tosco de sempre, mas agora com o agravante de ter rasgado os compromissos que assumiu durante a campanha. O presidente eleito para tirar a política das páginas policiais está fazendo o seu contrário.”

Clique aqui para ler a íntegra da coluna.

Leia também: Por que Bolsonaro quer a PF do Rio? (a tentativa 'escandalosa')

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 184 comentários