Quem pagou o advogado de Cerveró?

Além de gravar a fatídica reunião com Delcídio Amaral, Bernardo Cerveró entregou mais detalhes à PGR sobre o esquema que havia sido montado pelo senador com o advogado Edson Ribeiro.

Num longo depoimento, Bernardo contou que Delcídio também prometeu “interceder junto à seguradora ou ao departamento jurídico da Petrobras para que Edson Ribeiro recebesse honorários pela seguradora”. Ele cita reunião na Assurê.

“O depoente tinha presente o marco de quatro milhões de reais, que eram os honorários convencionados com Edson Ribeiro, na premissa de que quem pagaria era a seguradora da Petrobras”.

A pergunta é: Ribeiro chegou a receber seus honorários pelo tempo que defendeu Cerveró? Quem pagou? A Petrobras ou uma seguradora da Petrobras? Vale lembrar que Cerveró chegou a revelar à CPI que sua defesa era paga pela estatal. Até onde ia a influência de Delcídio?

R$ 4 milhões em honorários