Quem patrocina o almoço tucano

O Antagonista soube que a cúpula do PSDB está reunida neste momento no gabinete de Tasso Jereissati.

O governador Marconi Perillo e a maior parte dos senadores da bancada participam do almoço para tentar construir um consenso em torno da continuidade de Tasso à frente do partido.

O tal consenso é patrocinado por FHC e Geraldo Alckmin.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 8 comentários
  1. dois ladrões dos cofres publicos–esses fhc-prof de SOCIOLOGIA–roubou bilhões e pediu bis e pagou pra reeleição-justenta os filhos vagabundos netos bisnetos -mansões na FRANÇA E USA

  2. Se auto implodiram, o segundo mandato do FHC foi muito ruim, e ainda criou o fator previdenciário em vez de fazer uma reforma previdenciário para igualr o teto das aposentadorias, não a dele naturalmente.

  3. Esses dinossauros políticos não conseguem minimamente um mínimo de protagonismo político, iniciativa partidária just time, razoabilidade da ética e da seriedade moral na vida pública para fazer a coisa certa, faça sol faça chuva, com diligência, zelo, metis, na conduta política intestinal e figadal entre-tucanos no ninho e que depois ainda querem se lançar um velho partido novo, com lideranças acidentais e gurus metrossexuais, para governar o destino do país terra desolada? Sem chance…

  4. Os Tucanos estão achando q muda alguma coisa na credibilidade do PSDB trocar 6 por meia dúzia? O próprio Tasso foi à tribuna do Senado votar a favor do Aécio e agora se acha tão diferente dele? É cada uma…

  5. Repito, irão jogar o pmdb no colo do pt outra vez. Deveriam ouvir Dória, mesmo que ele não seja o candidato do partido, o governo Temer tem feito reformas necessárias, está retirando o país do mega buraco no qual o pt e o pmdb do próprio Temer (e de renan, sarney…) o jogou e pode aglutinar uma candidatura de centro. Eu vou de Bolsnoaro, mas quem implora por uma candidatura de centro com a presença do psdb deveria estar se perguntando como eles são tão estúpidos a ponto de sair agora. Se era para sair, deveriam ter saído na primeira denúncia.

  6. Consenso é bom, contudo, acredito que já seja muito tarde para se recuperar nas eleições de 2018. A desmoralização do partido tornou-se irrecuperável a curto prazo. Vários estados serão perdidos e a bancada terá problemas para aumentar.

  7. Painel Folha – 01/11/2017
    Um dos vice-presidentes da empresa contratada por Tasso Jereissati (CE) para fazer a comunicação do PSDB, a Ideia Big Data, chamou de golpe o impeachment de Dilma Rousseff. Publicou: “Não vai ter golpe. #FicaDilma”.
    .
    Painel Folha – 02/11/2017
    Falha nossa – Foi o vice-diretor de digital da Ideia Big Data quem postou que o impeachment de Dilma Rousseff seria um golpe, não um vice-presidente. A empresa, contratada por Tasso, está no centro da rinha tucana.