Quem presidirá a sessão de votação no Senado

A sessão da votação para a presidência do Senado, em 2 de fevereiro, será comandada por Davi Alcolumbre (DEM) ou José Maranhão (MDB).

Pelo regimento da Casa, preside a sessão o remanescente da Mesa Diretora anterior que esteja no meio do mandato: no caso, Davi. Se o demista, porém, sustentar sua candidatura, não poderá comandar os trabalhos.

O próximo critério diz que a sessão deve ser conduzida pelo mais velho: sendo assim, comandaria a votação o senador José Maranhão, que tem 85 anos.

Ontem, Dias Toffoli decidiu que a votação será secreta:

TOFFOLI DECIDE: VOTAÇÃO NO SENADO SERÁ SECRETA

Será que o novo presidente se dobrará à velha política? Entenda aqui

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 14 comentários
  1. Do uma observação, a decisão do Sr, dias tofoli, que planejado beneficia o Renan, e os dois juntos, jogam uma PA de terra sobre a lava-jato, com o intuito de se beneficiarem contra os julgos de cor

  2. O desmiolado do Marco Aurélio foi desautorizado pelo Toffoli. E se no lugar do inútil do Marco Aurélio fosse o Moro? Toffoli ia ter que recuar. Outro bom: Marcelo Bretas. Tira as tralhas.

  3. Renan novamente!!Sem s menor chance de impeachment de qualquer Kanalha vendedores de HC do STF.A mesma política.Começo a me arrepender redondamente…mas quem ia votar,no Retharddad??

    1. A não ser que vc Mario seja Alagoano, poderia se arrepender em ter colocado o Canalheiros lá. Do contrário, nada a fazer a não ser a pressão popular.

  4. Em 9 dias, o governo Bolsonaro mostrou que é a favor da indecência no trato da coisa pública, do nepotismo, da velha política e da estatização. Mentiu na campanha. É apenas um PT de sinal troca