Quem quer investigar?

A estratégia do arquivamento por excesso de prazo, agora adotada por vários ministros do Supremo para enterrar inquéritos da Lava Jato, conta com a omissão da PGR e da Polícia Federal.

A maioria desses inquéritos sobre crimes de autoridades com foro de prerrogativa é superficial, uma espécie de disse-me-disse. Os investigadores se limitam a ouvir os investigados, que se contrapõe aos delatores.

Não há quebras de sigilo telefônico ou telemático, nem mesmo relatórios de inteligência financeira (RIF) – capazes de esquadrinhar todas as transações de determinado investigado.

Assim fica fácil para os nobres advogados.

Comentários

  • gilos -

    Vou parar de ler os Antas, estou ficando estressado! Chega! Nada vai mudar! Como diz um ditado árabe, "Os cães ladram e a caravana passa"!

  • BARBARA -

    Alguns Ministros do STF estão avacalhando com o Tribunal. Lamentável !!

  • estocolmo -

    a bandidagem está se rearticulando rapidamente! parece que setores da sociedade estão sentindo falta de seus estupradores

Ler 43 comentários