Questão de foro íntimo

A jornalistas, Rodrigo Maia descartou uma eventual interferência do STF, caso se lance à reeleição para a presidência da Câmara.

Para ele, está claro de que esta é uma questão que compete apenas aos deputados. Em suas palavras:

“Se a minha decisão for disputar e se a decisão do parlamento for me eleger, não tenho dúvida nenhuma de que não haverá nenhum tipo de interferência do Supremo.”