R$ 1,2 milhão com um ex-motorista de Flávio Bolsonaro

Telegram

O Coaf identificou movimentação “atípica” de R$ 1,2 milhão na conta do policial militar Fabrício José Carlos de Queiroz, ex-assessor do deputado Flávio Bolsonaro, revela o Estadão.

Segundo o órgão, as transações são “incompatíveis com o patrimônio, a atividade econômica ou ocupação profissional e a capacidade financeira” do ex-assessor, que, até outubro, trabalhava como motorista e segurança do filho mais velho de Jair Bolsonaro.

Segundo o jornal, a renda de Queiroz era de R$ 21 mil, somando salários da Alerj e PM.

O "velho Brasil" contra-ataca a Lava Jato e Sergio Moro. Prepare-se para combater esse “velho Brasil”. AQUI

A movimentação atípica do ex-assessor, registrada ao longo de 12 meses, não necessariamente revela um crime, mas uma suspeita.

Por meio da assessoria, Flávio Bolsonaro disse não ter “informação de qualquer fato que desabone” a conduta do ex-assessor.

 

Comentários

  • ROBERT -

    É a mesada do Toffoli? Será que não deu pra ver também?

  • Luiz -

    Não existe ladrão só na política não!

  • Guispan -

    Ex-assessor policial militar... Quem brinca com fogo acaba se queimando! Os filhos de Bolsonaro vão ser uma fonte constante de problemas. Não ponho a mão no fogo por nenhum deles....

Ler 162 comentários