R$ 120 MILHÕES: O CRIME COMPENSA

A Odebrecht já ofereceu a “bolsa delação” a 50 executivos que negociam a colaboração com a força-tarefa da Lava Jato e com a Procuradoria-Geral da República: 15 anos de salários garantidos, segundo a Folha.

A Andrade Gutierrez, que já fechou acordo, vai pagar dez anos de salários aos 11 funcionários que colaboraram: o ex-presidente Otávio Azevedo deve receber 120 milhões de reais até 2020.

MP e Justiça precisam ficar de olho.

Faça o primeiro comentário