Ramos transforma Secretaria de Governo em 'central de inteligência'

Ramos transforma Secretaria de Governo em central de inteligência
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Como registramos há pouco, o general Luiz Eduardo Ramos nomeou como secretário especial de Relações Institucionais o coronel da reserva André de Souza Monteiro, que era até dias atrás subchefe do Centro de Inteligência do Exército. Mas ele não é o único integrante do gabinete com origem no setor de inteligência.

Olhando os perfis dos assessores de Ramos é possível dizer que a Secretaria de Governo virou uma central de informações.

O próprio antecessor de Monteiro, cuja foto ainda aparece no site do Planalto e que foi para a Suframa, trabalhou no Exército como analista de inteligência do CIE e do Comando Militar da Amazônia.

O secretario-adjunto, coronel Eduardo Gomes da Silva, também é ex-oficial de inteligência do CIE e do Comando Militar do Leste. O capitão Denis Raimundo de Quadros Soares, assessor especial, é analista de inteligência.

Outro assessor especial, o coronel Renato David Clark de Aquino também é oficial de inteligência. Apesar de não aparecer na foto, integra a equipe o coronel Marlos Teixeira Paranhos, que estava estava no CIE até maio de 2019, quando foi cedido ao COAF.

Leia mais: Como governos compram apoio de veículos de comunicação
Mais notícias
TOPO