A raposa e as galinhas

Após a aprovação da urgência no Senado, coube a Acir Gurgacz (PDT) elaborar um “texto de consenso” sobre o PLC 28, que inviabiliza no Brasil aplicativos como Uber, 99 e Cabify.

Gurgacz é dono da Viação Eucatur, uma empresa de ônibus.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 26 comentários
  1. TEM UM ERRO DE CONCEITO NESSA FRASE DIZENDO QUE A “PLC28” INVIABILIZA OS UBER DA VIDA. NÃO INVIABILIZA PORRA NENHUMA. ESSA “PLC28″NA VERDADE, VIABILIZA A CONTINUIDADE DA SOBREVIVÊNCIA DE MILHÕES DE TAXISTAS E SUAS FAMÍLIAS QUE NÃO TÊM COMO CONCORRER CONTRA CARAS QUE ALUGAM CARRO POR DIA, NÃO TÊM CARTA PROFISSIONAL, NÃO OFERECEM SEGURO PROS PASSAGEIROS, ENFIM, SÃO COMO CAMELÔS À FRENTE DE LOJAS QUE PAGAM IMPOSTOS. CONCORRÊNCIA DESONESTA E DESLEAL. COM ESSA LEI TODOS FICAM PAU A PAU. O UBER PODE TRABALHAR MAS SEM LEVAR NA MÃO GRANDE.

  2. Essa votação TEM que ser aberta para sabermos o nomes dos ordinários que votam a favor de inviabilizar os serviços de transporte por aplicativos (Uber, 99 e Cabiby). Ano que vem tem eleição.

  3. Só falta o parlamento brasileiro querer se imiscuir em uma relação típica do mercado e ainda por cima levar esta relação comercial ao atraso.
    Com tanta coisa séria a se tratar nas reformas administrativa e fiscal, como podem perder tempo com isto?

  4. E a reserva de mercado vai continuar?
    Utilizo serviços de uma dessas empresas há 3 meses e não tenho uma reclamação sequer.
    Carros novos, limpos, motoristas educados, rapidez no atendimento e preço bem mais barato.
    Mas prá que a modernidade, não é?
    Por que será que políticos não abrem mão dos seus carros com ar condicionado e motorista?
    Acho que é porque nós, cidadãos, é que pagamos.
    Pimenta no olho dos outros é refresco!

  5. Não deixa de ser engraçada a surpresa dos antagonistas toda vez que o capitalismo brasileiro coloca as suas garras de fora para tentar fazer com que o Estado garanta o monopólio ou oligopólio privado na exploração da atividade econômica.

    Mas o problema é o Estado, certamente. rsrs

  6. É dever do ESTADO regulamentar e tributar toda e qualquer atividade econômica. Inaceitável empreendimentos que apenas apresentam RECEITA mas não querem pagar IMPOSTOS e muito menos PREVIDÊNCIA, deixando para os demais CONTRIBUINTES esse ônus.

    1. É dever do Estado Brasileiro extorquir todos os que trabalham honestamente para manter os mamadores em geral e suas regalias e suas aposentadorias integrais, sua estabilidade, seus feriados, suas bonificações, seus planos de saúde, etc.

    2. Ô cara, você sabia que taxista compra carro quase SEM imposto? Essa isenção vale, né?
      Leia melhor antes de dar pitaco!

    3. Ué o motorista do Uber pode contribuir como autônomo se ele quiser, isso deveria era SE ESTENDER PARA TODOS, PRÊVIDENCIA PÚBLICA PARA QUEM QUISESSE.

  7. Isso é um retrocesso. O brasileiro precisa ir às ruas.
    O interesse de uma única pessoa contra a necessidade de milhares de brasileiros.
    Chega de tanto abuso, de tanta burrice. POVO ACORDA!!!!!!

  8. Em fevereiro 2015: A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) aceitou denúncia do Ministério Público e abriu uma ação penal contra o senador Acir Gurgacz (PDT-RO), que se tornou réu sob acusação de estelionato e crimes contra o sistema financeiro. Se condenado, ele pode perder o mandato e pegar até 17 anos de prisão e multa.
    Segundo a acusação, em 2002, quando era diretor de uma empresa de ônibus no Amazonas e em Rondônia, Gurgacz pediu financiamento de R$ 1,5 milhão ao Banco da Amazônia (Basa). O Ministério Público, no entanto, aponta fraude para obter o empréstimo e uso dinheiro para compra de combustível, finalidade diferente do previsto em contrato.

    Além disso, a denúncia aponta que o senador teria usado documento falso para comprovar a suposta aquisição de sete ônibus novos, por R$ 290 mil cada. A perícia apontou que os veículos tinham mais de dez anos de uso, custaram R$ 12 mil cada um e receberam carrocerias novas…

  9. Tomara que o presidente vete esta excrescência. O Povo brasileiro abraçou e adora este sistema de locomoção. Mais uma vez estes políticos brasileiros sem noção vão contra a vontade da maioria.

  10. E deve ter carro oficial pra qualquer lugar que va, pago com nosso dinheiro! Que retrocesso gigantesco, meu Deus! Assim, nunca teremos a liberdade econômica. Estamos sempre sob o comando de cartéis!