Raquel Dodge quer economizar um dia

O Ministério Público Eleitoral pediu que o TSE já abra prazo para que o PT apresente sua contestação no pedido de indeferimento da candidatura de Lula, informa o Valor.

O jornal explica que, em tese, após a publicação do edital – o que deve ocorrer amanhã – abre-se prazo de cinco dias para impugnações e, depois, outros sete para as defesas contestá-las.

Raquel Dodge entende, porém, que como o PT se manifestou nos autos para tentar solucionar dúvida sobre o relator do pedido, o partido já soube do pedido feito pela PGR e, portanto, tem cinco dias a partir de hoje para se manifestar.

Temas relacionados:

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Edu Carvalho disse:

    Raquel Dodge tem mostrado um altíssimo nível de eficiência. Mas e quanto à arguição de suspeição contra o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes?

Ler comentários
  1. Oh coitado! disse:

    Ora. Se contestou sem ter tomado ciência oficialmente, significa que está “sanada a ciência”. Quem manda querer dar uma de espertinho! Se lascou.

  2. As disse:

    ???!!!??? A publicação deveria ser hoje para que o prazo do pt começasse a partir de amanhã. Publicação na sexta-feira eLLes ganharão o sabado e o domingo!!

  3. Spock disse:

    Como é que o PT vai apresentar outro candidato se o prazo encerrou ontem? Se o PT puder apresentar o Haddad no lugar do Lula, qualquer partido pode trocar de candidato?

  4. estado mínimo disse:

    Melhor não mudar nada no rito para não dar pano para manga. Não se deve dar chance para que possam alegar descumprimento de regras e assim reforçar os discursos de golpe, fraude e etc.

  5. Peçanha disse:

    Podemos levar anos para consertar o que de ruim esse pessoal da esquerda fez na legislação do país.

  6. Renato disse:

    A chuva cai do céu? 2+2=4? Depende. Vamos julgar. Dê-se vista à parte contrária. Após, conclusos para julgamento.

  7. Almanakut Brasil disse:

    Ela quer é evitar a Intervenção Militar!