Rebelião no Rio: a intervenção dos presos

Telegram

A Polícia Militar foi chamada para ajudar a conter uma rebelião no presídio Milton Dias em Japeri, na Baixada Fluminense, informa o G1.

Pelo menos três agentes penitenciários foram feitos reféns por homens armados.

Segundo o G1, “os agentes foram abordados durante contagem dos presos, por detentos com dois revólveres e uma pistola”.

A PM enviou para o local o Bope e todos os batalhões da Baixada. A orientação é que nenhum policial entre na unidade. O Grupo de Intervenção Tática (GIT), da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), foi chamado no Complexo de Gericinó e se desloca para o presídio Milton Dias, que, segundo o CNJ, tem capacidade para 884 detentos e mantinha em janeiro 2.027.

A rebelião ocorre no dia em que a Seap informou que antecipou ‘medidas de controle’ para evitar reações de população carcerária à intervenção federal no Rio.

É a intervenção dos presos.

Alerta máximo em 54 presídios

Sistema prisional do Rio opera 96% acima da capacidade

Comentários

  • wanderlei -

    Carandirú neles e em todos os que pensam que a sociedade é obrigada a sustentá-los com mordomias e garantias para continuarem praticando crimes. É muita moleza para essa corja de bandidos.

  • El -

    Eu não gosto dos Antagonistas, mas achei muito boa essa frase "Intervenção dos presos". Não entendo o porquê da revolta do pessoal com a piada.

  • MBL -

    Bolsonaro tem razão!!!! Sou v i a d o e amo ele,ok?

Ler 117 comentários