Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Rebello confirma que foi chefe de gabinete de Ricardo Barros, mas nega influência em indicação

Os senadores, por sua vez, reagiram e criticaram a tentativa do presidente da ANS de desvincular sua indicação ao nome do líder do governo
Rebello confirma que foi chefe de gabinete de Ricardo Barros, mas nega influência em indicação
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O presidente da ANS, Paulo Rebello, afirmou há pouco à CPI da Covid que trabalhou como chefe de gabinete do líder do governo Bolsonaro na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), na época em que o parlamentar era ministro da Saúde do governo Michel Temer.

Apesar disso, ele negou qualquer influência de Barros em sua indicação. Ele declarou que foi indicado à ANS pelo sucessor de Barros, o ex-ministro Gilberto Occhi.

Os senadores, por sua vez, reagiram e criticaram a tentativa de Rebello de desvincular sua indicação ao nome do líder do governo Bolsonaro.

“O senhor está sendo muito ingrato com Ricardo Barros”, disse o senador Otto Alencar (PSD-BA).

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO