Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Receita aponta R$ 6,4 mi em notas frias da Precisa e de operador ligado a Renan

Empresas controladas por Milton Lyra estariam envolvidas nas operações
Receita aponta R$ 6,4 mi em notas frias da Precisa e de operador ligado a Renan
Foto: Reprodução/Facebook

Uma empresa usada por um delator para lavar dinheiro em esquemas de corrupção emitiu, segundo a Receita Federal, R$ 6,4 milhões em notas fiscais frias para a Precisa Medicamentos e outras empresas controladas por Milton Lyra, operador ligado a Renan Calheiros e o advogado Flávio Calazans, que já admitiu à Lava Jato ter operado caixa 2 para o MDB, diz a Crusoé.

“Segundo os investigadores, parte dos 6,4 milhões de reais gerados em notas frias foi devolvida aos operadores em espécie, ‘mediante dinheiro gerado a partir da atuação de doleiros e colaboradores’. A investigação teve como ponto de partida a delação premiada do advogado Luiz Carlos Claro e do filho dele, Gabriel Claro, que admitiram usar uma série de empresas de fachada para lavar dinheiro destinado ao pagamento de propina a políticos.”

Leia mais aqui. 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO