Receita cobra R$ 1,9 milhão de Arthur Lira, que admite estar regularizando a situação

Receita cobra R$ 1,9 milhão de Arthur Lira, que admite estar regularizando a situação
Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

Arthur Lira, informa o Estadão, foi cobrado pela Receita Federal em R$ 1,9 milhão por ter deixado de pagar impostos sobre recursos obtidos quando era deputado estadual em Alagoas.

A autuação ocorreu em 2009, época em que, segundo o Ministério Público, Lira chefiava um esquema de rachadinha. Cinco anos depois, o Carf confirmou a multa.

A reportagem explica:

“Nas declarações entre 2004 e 2007, Lira omitiu rendimentos por meio do recebimento de depósitos bancários de origem não identificada, não pagou imposto sobre verbas de gabinete que, na visão da Receita, tinham natureza remuneratória e recebeu recursos acima do que a lei e as normas da Assembleia permitiam à época. A Receita avaliou que o deputado teve um ‘acréscimo patrimonial’ e teria de recolher Imposto de Renda sobre esse montante.”

Por meio de sua assessoria, Lira confirmou a adesão ao programa para regularizar sua situação na Receita e disse que “está rigorosamente em dia com o pagamento das respectivas prestações”. A adesão ao programa, como bem pontuou o Estadão, é a confissão irrevogável de que o imposto é devido.

Leia mais: Crusoé revela com exclusividade como o diretor-geral da ABIN, Alexandre Ramagem, enviava por WhatsApp para Flavio Bolsonaro os relatórios produzidos clandestinamente para orientar sua defesa no caso da rachadinha.
Mais notícias
TOPO