Receita e PF têm restrições ao programa que facilitaria entrada de brasileiros no EUA

Mais cedo, publicamos aqui que os Estados Unidos vão trabalhar para agilizar a implantação do Global Entry entre os dois países.

O Globo informa que restrições da Receita e da Polícia Federal impedem que o programa seja implementado.

“Caberia à Receita Federal desenvolver uma plataforma digital para troca de dados com o Departamento de Segurança Interna. O custo foi estimado em R$ 500 mil. Para o orçamento da Receita, foi considerado excessivo e fora das propriedades.”

Além disso, a Polícia Federal “alegou, dentro do governo, que pegaria mal deslocar servidores para a implementação do Global Entry quando delegados e agentes estão sobrecarregados com operações de investigação”.

Bolsonaro e Trump: o encontro mais esperado. Leia mais

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 59 comentários
  1. Os recursos só surgirão com o aparelhamento da Receita Federal do Brasil e da PGFN , um pente fino nas isenções fiscais e uma atenção nos GDs. Coitado do trabalhador, mais uma vez o culpado.

  2. Pois é, o Bolsonaro é criticado em tudo, mas quando essas instituições inúteis e ineficientes ficam embarreirando o interesse dos brasileiros, enquanto o próprio EUA quer ajudar, tds se calam.

  3. Receita federal é onde os barnabes ganham uma fortuna pra defender aumento de impostos pro cidadãos comum, e fazem corpo mole toda vez q o governo manda tomar medidas q facilite a vida do cidadão!

  4. Isso é dinheiro de pinga gasto como tal pela doida Dilma, isso interessa a toda a população, à economia e à cultura brasileiras, isso tá com cara petistas ainda infestando tais órgãos e pondo

  5. Querem aumento de verba. Tem de negociar isso internamente e ponto final. Essa questão não precisa ir a publico. A imprensa deveria focar na previdência, Lava toga e pacote do Moro.

    1. No dia em que o Brasil estiver no mesmo nível Educacional , Cultural , Social , Econômico dos Usa , Japão , Canadá , Suécia , Alemanha , Inglaterra , etc… também teremos nossos vistos libera

  6. R$ 500 mil é uma quantia irrisória em função do retorno que daria. Pessoas em situação regular nos EUA enviariam dividendos para o Brasil. Tal qual aquela turma que foi para o Japão trabalhar.

    1. Para você notar como o dinheiro é pessimamente dividido neste país. Alguns aqui que leem tem inclusive condições de “pagar” vários destes sistemas. A PF, as FFAA, a PRF, tudo sucateado.

  7. Sim sim, clara visão que o conceito de trabalho para o funcionário do Estado não contempla a subordinação. Faz-se o que bem entende. Também por isso que é “eficiente” sqn.

    1. Interesse dos EUA? Brasileiro Turista é Pobre!A Imprensa Queria Reciprocidade e agora criticam as Facilidades que Trump vai oferecer? República Bananeira é isso, 500.000,00 é troco pros americanos

    2. Porque os EUA não pagam esta conta? O interesse é deles, vão receber de volta com o Turismo pouco tempo. Manda o Bolsonaro largar o saco do Trump e conseguir algo útil para o Brasil.