ACESSE

Receita vai fazer devassa nas contas de parlamentares bolsonaristas

Telegram

Alexandre de Moraes autorizou que a Receita produza relatórios de inteligência financeira sobre os 11 parlamentares bolsonaristas que tiveram sigilos bancário e fiscal quebrados.

A medida foi revelada pelo Globo e confirmada por O Antagonista.

Típica das grandes operações contra corrupção, a análise vai além da quebra de sigilos, pois destrincha a fundo transações financeiras suspeitas e traça a evolução patrimonial.

Com isso, os fiscais poderão identificar a eventual ocorrência de crimes fora do objeto inicial do inquérito, que é a suposta participação deles no financiamento de atos antidemocráticos.

O compartilhamento dos dados com a Receita foi pedida pela PGR e autorizada por Moraes no dia 27 de maio e atinge também as movimentações bancárias de outras 26 pessoas.

A devassa compreende o período de 19 de abril de 2019 a 3 de maio deste ano, segundo o jornal.

São alvos os deputados federais Bia Kicis (PSL-DF), Carla Zambelli (PSL-SP), Cabo Junio Amaral (PSL-MG), Daniel Silveira (PSL-RJ), Carolina de Toni (PSL-SC), Alê Silva (PSL-MG), General Girão (PSL-RN), Guiga Peixoto (PSL-SP), Aline Sleutjes (PSL-PR) e Otoni de Paula (PSC-RJ), além do senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ).

Leia mais: 'Honra e fuzis': a estreia de Sergio Moro. Clique e saiba mais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 125 comentários