Recurso do MP contra foro de Flávio Bolsonaro está parado no gabinete de Gilmar

O recurso em que o MP do Rio de Janeiro pede a anulação da decisão do TJ do estado que concedeu foro privilegiado a Flávio Bolsonaro no caso das rachadinhas está parado no gabinete do ministro Gilmar Mendes há três meses, diz a Crusoé.

Na reclamação, o MP argumenta que a decisão da 3ª Câmara Criminal do TJ-RJ desrespeitou a jurisprudência do STF sobre o foro especial.

Em 2018, o plenário da corte entendeu que o privilégio vale apenas em casos ocorridos durante o mandato e em função do cargo. Os crimes imputados ao filho do presidente da República ocorreram na época em que ele era deputado estadual.

Leia aqui a íntegra da nota.

Leia mais: Rachadinha Queiroz-Flávio Bolsonaro: confira as revelações sobre o caso
Mais notícias
TOPO