“Recuso-me a aceitar que Bolsonaro não vai falar com a indústria”

O engenheiro Pedro Wongtschowski, presidente do Iedi (Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial), não está preocupado com a extinção do Ministério da Indústria.

Em entrevista à Folha, Wongtschowski disse que se recusa a aceitar que o governo Bolsonaro não vai falar com indústria.

“O governo Bolsonaro ainda não existe. O que temos é uma equipe de transição. Essa comunicação com a indústria vai se estabelecer no momento adequado. Só quando a nova administração estiver pronta é que vamos descobrir se realmente pensa no desenvolvimento, no emprego, na educação. Ao se preocupar com tudo isso, vai abrir um canal de comunicação com o setor industrial.”

Comentários

  • Gercy -

    Até que enfim um pronunciamento lúcido. Realmente o Governo Bolsonaro só terá início no dia 1º de JANEIRO DE 2019.

  • Maria -

    Quando as industrias começarem a se mudar pro Paraguai, Uruguai, pagar imposto e gerar emprego la.. ai ão chamar os industriais de TRAIDORES! Traidor é esse governo que nem começou e ja esta erad

  • jc.pompeu -

    Presidente eleito pelo povo fiel deve ter atitude Maysa, "é desse jeito que vai ser e está acabado". Bolsonaro só vai falar, no seu programa de desenvolvimento JK 50.5 anos, com Indústria 4.0.

Ler 90 comentários