“Recuso-me a aceitar que Bolsonaro não vai falar com a indústria”

O engenheiro Pedro Wongtschowski, presidente do Iedi (Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial), não está preocupado com a extinção do Ministério da Indústria.

Em entrevista à Folha, Wongtschowski disse que se recusa a aceitar que o governo Bolsonaro não vai falar com indústria.

“O governo Bolsonaro ainda não existe. O que temos é uma equipe de transição. Essa comunicação com a indústria vai se estabelecer no momento adequado. Só quando a nova administração estiver pronta é que vamos descobrir se realmente pensa no desenvolvimento, no emprego, na educação. Ao se preocupar com tudo isso, vai abrir um canal de comunicação com o setor industrial.”

Conheça as questões definidoras do futuro governo — e do Brasil AQUI

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 89 comentários
  1. Quando as industrias começarem a se mudar pro Paraguai, Uruguai, pagar imposto e gerar emprego la.. ai ão chamar os industriais de TRAIDORES! Traidor é esse governo que nem começou e ja esta erad

    1. Oxente Maria, mas isso já não aconteceu no governo petralha? Tá como aquele corredor de F1 que só chega seis meses após tudo?

    2. Cabecinha vazia, isso que diz aconteceu nos últimos anos e pioraria muito agora com o PT no poder. empresários não suportam esquerdismo por muitos anos, ele se mudam pra países bem capitalistas.

  2. Presidente eleito pelo povo fiel deve ter atitude Maysa, “é desse jeito que vai ser e está acabado”. Bolsonaro só vai falar, no seu programa de desenvolvimento JK 50.5 anos, com Indústria 4.0.

  3. Com a retomada da economia, a indústria por si só voltará a crescer. Provavelmente criará estímulos para seu reaparelhamento, através de incentivos a importações de novos maquinários. (BNDES)

  4. É UM BABACA quer aparecer e ser lembrado pelo B17 . A comunicação do governo com industria é Obvia, que vai ter. O Babaca quer é aparecer , carlos b17 delete este cara, ache outro interlocutor

  5. Caro Pedro Wongts, a GLOBONEWS ontem estava fazendo a apologia ao nosso comércio com a CHINA: SOJA E MINÉRIO……. Ridículo….. Como é que o Brasil vai avançar assim? A Indústria será fundame

    1. falar com a Industria não é por palavras, é por atos , como desregulamentar e desburocratizar ….isso é musica para os ouvidos da Industria. Tb é bom para a Industria tirar excesso de protecioni

  6. Taí outra seguimento que ainda não entendeu os novos tempos ! Industrial querendo falar com o governo é prática antiga . Estão sempre querendo subsídios e vantagens . Não gostam muito de com

  7. vai abrir um canal sim, um canal para a total destruição da industria nacional ao abrir o mercado deliberadamente sem medo de consequencias… afinal, os idiotas uteis deram aval para isso.

  8. O setor industrial honesto de forma direta ou não, sera um dos mais beneficiados. Expansão e criação de novos empregos passam pela industria nacional. Qual eh a duvida ou mimimi da esquerda?

  9. Exatamente! Geralmente quando se fala em “ter diálogo com algum setor” significa que o presidente tem que atender aos anseios ou se deixar influenciar pela opinião de pseudo lideranças.

  10. Mas claro q Bolsonaro vai falar com a Indústria! Ele sabe q o Brasil está em franca desindustrialização. E PARA O BRASIL SE REINDUSTRIALIZAR É NECESSÁRIO MENOS IMPOSTOS!! Leva o Guedes!!!

    1. esse sonho libertário que trará um grande desemprego em curto prazo ajudará muito a esquerda em 2022 cuidado com o que deseja.

    2. Perfeito!!!! Mas a maioria do brazuelano, não está preparada para essa “novidade”. Acham que a indústria (de grandes empresários) precisa de subsídios do governo, perdão de dívidas, doação

  11. De uns tempos pra cá não para de aparecer coisa de Folha, essa farsa petralha que só serve para atrasar o Brasil. Quem é o artista que não para de falar dessa porcaria? Tá recebendo um dindim de

    1. A Folha quer detonar com o nosso presidente,antes dele assumir. Mas maior é o que está conosco do que o que estão com eles.

    1. 🇧🇷Ele está dizendo que haverá diálogo sim. Não é porque, provavelmente, não teve até o momento que a indústria está abandonada. Ele pôs-se a entender o momento de transição e formaç