Rede de drogarias diz ao Ministério da Justiça que manterá preços de itens de emergência

A rede de drogarias Raia Drogasil, a maior do país, enviou um ofício à Secretaria Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça e da Segurança Pública, informando que manterá os preços de todos os itens necessários ao enfrentamento do novo coronavírus.

“A RD repudia veementemente o aumento abusivo de preços que eventualmente possa ter sido praticado por outros estabelecimentos comerciais, e estará à disposição dos Procon’s para fornecer as informações que os órgãos solicitem em prazos adequados.”

“Em tal situação crítica, permanece praticando os mesmos preços (de) antes do início da referida crise para produtos relacionados à prevenção, como álcool em gel, máscaras e luvas. Importante notar que tais produtos tem tido altíssima demanda!”

Leia também: Mario Sabino: 'O efeito estranho do coronavírus.'

Na texto, o diretor jurídico do grupo, Elton Flávio Silva de Oliveira, diz que o álcool gel, por exemplo, “ao chegar nas lojas dura poucas horas durante a manhã, pois a procura é massiva”.

Comentários

  • Ruy -

    Propaganda disfarçada de notícia. Vergonhoso.

  • Eduardo -

    Deixa o preço subir que a oferta aumenta e o primeiro da fila não compra tudo. Congelamento gera escassez.

  • Eduardo -

    Seus idiotas, é sobre os produtos de prevenção. O resto eles vão aumentar. Larguem de ser burros!

Ler 22 comentários