Rede questiona no STF cláusula de desempenho da Câmara

Com apenas 1 deputada a partir de fevereiro, a Rede pediu ao STF para derrubar nova regra da Câmara que vai tirar dos partidos nanicos o direito a liderança e cargos comissionados.

A nova regra foi elaborada com base na cláusula de desempenho, aprovada no ano passado, que limita o acesso das legendas menores ao Fundo Partidário e ao tempo de propaganda na TV.

Sem a liderança, um partido não conta com assessoramento técnico, fica fora de reuniões que definem a pauta e fixam vagas nas comissões, e perde força para obstruir no plenário.

A Rede diz que, se a regra não for derrubada, terá que demitir funcionários.

O que o brasileiro quer de Jair Bolsonaro? Leia aqui

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 31 comentários
  1. Querem mudar a regra do jogo depois do jogo ter iniciado. O partido vai definhar da mesma forma que sua principal liderança. Marina já está com passagem comprada (só de ida) para o Acre.

  2. É preciso acabar, urgente, com essa vigarice chamada de fundo partidário. O argumento da perereca de que terá que demitir funcionários é a maior prova da vigarice com dinheiro do contribuinte.

  3. A solução é simples: aprovem a proposta do NOVO de acabar com os fundos partidário e eleitoral! Assim haverá a seleção natural dos partidos, deixando estes de serem ganha-pão de vagabund

  4. Ué, a clausula de desempenho não foi aprovada por eles mesmo, agora quem vai sair perdendo quer mudar a regra do jogo, isso só pelo fato de ter que fechar algumas tetas e por o povo para trabalhar?

  5. Demita Rede assim alivia um pouco o bolso do contribuinte, quem sabe assim acaba com os nanicos e o Brasil volta a normalidade com bem menos que os 35 partidos com mais ainda pedindo registros.

  6. esse Partido REDE, foi criado com a mesma intenção dos Outros, fazer Negociatas atrás dos muros durante períodos eleitorais. Marina Silva ( a candidata COMETA) só aparece de tempos em tempos.

  7. Aqui é a pátria q favorece a DESIGUALDADE DE OPORTUNIDADES; os privilegios começam no congresso! Nada dessa conversa mole (p/eles) de todos serem iguais e com os mesmos direitos!