Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

'Redes sociais não podem dizer como a lei vai funcionar', diz Mario Frias, sobre decreto de Bolsonaro

O texto elaborado pela Secretaria da Cultura proíbe redes sociais de apagarem publicações
Redes sociais não podem dizer como a lei vai funcionar, diz Mario Frias, sobre decreto de Bolsonaro
Foto: Roberto Castro/ Mtur

O secretário especial da Cultura, Mario Frias, disse ser favorável ao decreto preparado pelo presidente Jair Bolsonaro que proíbe redes sociais de apagarem publicações.

Em entrevista à Folha nesta quinta-feira (20), ele afirmou que “não pode chegar uma empresa privada e dizer como vai funcionar a lei dentro do país”.

“Precisa haver essa discussão, questionar essas empresas, ‘por que você está tirando da timeline um determinado post?’. O certo é a lei tirar, ele não pode ser uma plataforma que se diz livre e colocar uma linha editorial, disse o secretário, que está na Itália, onde acompanha a 17ª Mostra Internacional de Arquitetura da Bienal de Veneza.

Para Mario Frias, “todo mundo tem o direito de falar o que quer, ou ninguém tem o direito de falar o que quer.”

A articulação do governo ocorre depois que Bolsonaro e seus apoiadores tiveram publicações com informações mentirosas excluídas nas redes sociais, principalmente em relação à pandemia.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO