ACESSE

Reforma administrativa não vai 'perseguir servidor', diz Maia

Telegram

Rodrigo Maia afirmou há pouco que a reforma administrativa não servirá para “perseguir servidor”.

Em coletiva, o presidente da Câmara garantiu que a proposta do governo terá maioria na Câmara.

Não é um debate para perseguir servidor. É o contrário. Se nós queremos aumentar a qualidade do serviço público, queremos modernizar o Estado brasileiro, nós queremos valorizar o servidor público. O que não podemos é ter uma máquina que custa o que custa. Há uma concentração do orçamento público na elite do funcionalismo público dos três Poderes. Isso precisa modificar. O Orçamento precisa existir não para que ele fique concentrado na atividade meio, ele precisa dar respostas aos milhões de brasileiros que precisam de serviço de melhor qualidade.”

E acrescentou:

“Boa parte do Parlamento defende [a reforma administrativa], porque a gente entende que há uma concentração no Orçamento em atividades que não são as atividades que priorizam o cidadão. É por isso que a gente defende. A proposta de reforma administrativa está pronta. Ele vai ter apoio de grande maioria da Câmara, de forma transparente.”

Leia mais: Exclusivo: a casa secreta de Brasília onde ministro conspira contra ministro

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 42 comentários